CÉLULAS-TRONCO PARA CALVÍCIE : MEDICINA REGENERATIVA

 em Calvície, Destaques

Grandes cientistas avançam no estudo das famosas células-tronco para o tratamento da calvície.  

O que é medicina regenerativa?

É o ramo da medicina que utiliza células-tronco, com a finalidade de substituir ou regenerar: células , tecidos e órgãos.

Quais as vantagens?

  • Regeneração Celular: infarto agudo do miocárdio, acidente vascular encefálico, lesões raqui-medulares
  • Regeneração Tecidual: tecido ósseo para fraturas, pele para grandes queimados, cartilagem, músculo.
  • Regeneração de Órgãos: evitando assim transplantes, como é o caso do tratamento de células-tronco para a calvície.

Cabelo: um complexo “mini-órgão”

O interessante de entender o potencial do que o cabelo irá trazer para a medicina é que o cabelo é um complexo “mini-órgão”.  Cientistas e estudiosos em medicina regenerativa se interessam muito pelo cabelo, pois é o único órgão que se auto-regenera integralmente por toda a vida.

Os cabelos tem vários ciclos de regeneração. Nascimento do fio (fase germinativa), crescimento (fase anágena), desaceleração (fase catágena) e queda (fase telógena).  Os cientistas levam à laboratório pra tentar entender esses ciclos, estudando as células-tronco para tratamento de calvície, bem como para outras doenças.

células-tronco-calvície

anatomia do foliculo piloso células tronco

O músculo eretor do pelo, na parte onde se une ao fio , apresenta um reservatório com dois tipos de células-tronco: uma responsável pelo crescimento do cabelo e outra pela regeneração da pele. Uma queimadura, um corte, um machucado é regenerado por essas células. Já existem trabalhos científicos dessas células para úlceras e feridas crônicas.

Um pouco mais embaixo existem outro grupo de células (bulge), são as células precurssoras da cor. Quando soubermos lidar com ela, poderemos por exemplo repigmentar os cabelos ou até a cor da pele, em casos de vitiligo.

Mais embaixo ainda, mas não menos importante, existe no bulbo capilar, as células da papila que apresentam as famosas “células tronco mesenquimais” que determinam se o cabelo vai ser liso ou crespo, fino ou grosso, e com que tamanho ele irá cair. Então, só no cabelo, você tem células que regeneram a pele, iniciam um novo ciclo, produzem pigmentos, determinam o tamanho e além disso dão espessura, formato.  Por isso o ciclo capilar serve de parâmetro para a medicina regenerativa, pois norteia todo potencial das descobertas referentes à utilização das células tronco.

Hoje o que temos de pesquisas de células tronco para o tratamento da calvície?

Basicamente duas linhas de pesquisa: uma japonesa e outra americana. Japonesa: desenvolve com as células tronco cabelos em laboratório. Já desenvolveram esse modelo em cobaias sem pelo onde eles implantam esses cabelos em ratos e o cabelo tem seu ciclo normalizado. Quem se beneficiaria com isso, após devidamente aprovado o uso em humanos, demonstrado que é seguro, são aquelas pessoas com uma calvície extensa, pois poderiam produzir quantos cabelos necessitarem para uma boa cobertura, e implantado pelo médico. Já a linha norte americana, utiliza células do próprio indivíduo. Retira células tronco do indivíduo e reaplica no couro cabeludo, com propósito de reduzir a inflamação local, reverter o afinamento e até certo ponto, fazer a regressão do quadro, postergando ou evitando um transplante capilar utilizando células tronco para o tratamento da calvície.

É natural que o cabelo envelheça e existem muitos estudiosos que acreditam que o cabelo está programado geneticamente para se regenerar até certo ponto, depois de vários ciclos variando de indivíduo para indivíduo. Mas sem dúvida com o advento das células tronco, iremos conseguir melhorar isso. Não será a cura. Porém sem comprimidos, sem loções e sem efeito colateral, será uma excelente opção terapêutica.

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Antes do Transplante Capilar “Check-up da calvície”Síndrome Metabólica e Queda de Cabelo