Alopecia Cicatricial : O que é? Qual a procedência? Tem cura?

 em Queda de Cabelos

Alopecia cicatricial: como detectar e qual solução é possível?

A perda acentuada de fios pode começar, tanto em homens quanto em mulheres, em torno dos 20 anos de idade. Elas (as alopecias) são classificadas em cicatriciais ou não cicatriciais.

Aqui vamos nos concentrar no tipo mais raro que há: a alopecia cicatricial

Quando ocorre algum processo parcial ou totalmente destrutivo nos folículos pilosebáceos, o couro cabeludo pode estacionar a produção dos fios permanentemente e originar cicatrizes nas áreas afetadas. Trata-se de um quadro clínico definido pela medicina como alopecia cicatricial e que se apresenta em dois tipos − primária e secundária −, evoluindo de forma distinta em cada paciente, conforme as causas da destruição dos folículos pilosebáceos.

Alopecia cicatrial primária:

No tipo primário, a causa elementar da alopecia cicatricial podem ser processos congênitos, autoimunes e/ou inflamatórios e/ou infecciosos, sendo que nos casos de autoimunidade é o próprio sistema imunológico que ataca diretamente os folículos pilosebáceos, provocando uma reação destrutiva.

Como diferentes doenças podem participar desses processos, a medicina classificou a alopecia cicatricial primária de acordo com as seguintes causas: lúpus eritematoso discoide, líquen plano pilar; alopecia frontal fibrosante; pseudopelada de Brocq; alopecia central centrífuga; foliculite decalvante; foliculite em tufos; celulite dissecante do couro cabeludo; foliculite queloidiana; dermatose pustular erosiva.

Alopecia cicatricial secundária:

Queimaduras, produtos químicos, tração repetida no couro cabeludo, exposição à radiação, traumas, infecções virais, bacterianas ou fúngicas, micoses, tumores ou genodermatoses (doenças dermatológicas raríssimas e de origem genética).

A alopecia cicatricial primária é Irreversível?

Não, quando diagnosticada precocemente − infelizmente o diagnóstico precoce não é a regra mas sim a exceção.  Isto é, antes de ocorrer a destruição total dos folículos pilo sebáceos , a alopecia cicatricial pode ser interrompida ou amenizada com medicamentos antibióticos, anti-inflamatórios ou corticosteroides, de modo a impedir que a doença avance até estágios severos, nos quais a perda dos fios se torna irreversível.

Quando a alopecia cicatricial se torna irreversível?

Quando já ocorreu a destruição do folículo e da matriz germinativa, onde ficam as células-tronco.

Sintomas da alopecia cicatricial:

alopecia cicatricial

  • desconforto estético da falta de cabelo
  • coceira
  • vermelhidão no couro cabeludo
  • brilho na região de perda capilar

Tanto a coceira como a vermelhidão são respostas do corpo ao processo inflamatório. É uma resposta natural autoimune do organismo e que acaba fazendo com que crostas cheias de fibra sejam produzidas internamente. Acontece que as crostas impedem que um novo cabelo nasça.

 

O diagnóstico pelo médico tricologista

Os médicos especializados em diagnosticar e tratar problemas no couro cabeludo, os dermatologistas tricologistas, são os indicados para confirmar ou não o diagnóstico. Geralmente o diagnóstico se dá através do exame histopatológico (biópsia de pele).

Se confirmado, será necessário avaliar em que doença causou e em que estágio a alopecia cicatricial primária se encontra. Ao ser detectada precocemente, a alopecia pode ser amenizada com antibióticos, anti-inflamatórios ou corticosteroides. Mas pode ou não retornar em qualquer faixa etária e em qualquer momento sem motivo algum.

Então, após um período determinando para o acompanhamento deverão ser feitas novas avaliações para saber se houve boa resposta ao tratamento. Porém essas drogas geralmente controlam e não curam a progressão da doença.

Conclusão: para alopecia cicatricial primária, nem mesmo o transplante capilar resolve

Em caso avançado a pele da cabeça torna-se lisa, torna-se uma pele como a que existe no resto do corpo. Infelizmente, nem mesmo os transplantes capilares permitem o nascimento de fios nas regiões cicatriciais primárias, a não ser em alguns casos secundários como queimaduras, ou alopécias por tração onde o transplante capilar pode ser resolutivo. Vamos estudar em outras postagens cada uma das alopécias cicatriciais. 

 

http://www.ishrs.org/hair-loss-patients.htm

http://www.ishrs.org/users/drgustavo

implante capilar floripa florianopolis sao paulo curitiba

CASO AINDA RESTEM DÚVIDAS ENTRE EM CONTATO COM NOSSA CENTRAL DE RELACIONAMENTO – CMC:

 

IMPLANTE DE CABELOS JOINVILLE

 

Postagens Recentes
queda de cabelo medicamentosaidade para implante capilar